Desabafo Online

Data: 23/10/2014

De: GOD

Assunto: Me ajudem

Me ajudem não sei o que está acontecendo comigo. Vivo triste, não tenho animo pra nada. Sinto dentro de mim um vazio imenso, as vezes penso pra que vivo, so pra trabalhar igual loca? Choro todos os dias sem nenhum motivo, ja teve dia de eu passar o dia inteiro chorando, e sem motivo algum. As vezes penso que se algo de ruim acontecer comigo, não tenho nada a perder. Também penso que talvez eu esteja assim por morar sozinha em outra cidade, longe dos meus pais e amigos..e por ter vindo pra ca para estudar e acabei trancando o curso, por nao gostar, e hoje nao me vejo em outra curso. Me vejo totalmente perdida! Não sei alguem pode conversar comigo? Ja me derramei em lagrimas :(

Data: 23/10/2014

De: Hal

Assunto: Re:Me ajudem

Também me sinto assim, solitário. Sem amigos e longe de minha família. Qual o sentido desta vida? Parece que tenho nada a perder, nem que eu vá fazer muita diferença, se morrer, para alguém. Com exceção de meu pai.

Data: 23/10/2014

De: Hal

Assunto: Re:Re:Me ajudem

Estou cursando um curso universitário, mas não tenho ânimo para qualquer coisa além de dormir ou usar a internet, me distraindo de meus problemas. De onde tiro forças para continuar? E porque continuar? Para trabalhar e juntar dinheiro? Para não ser pobre? De que forma dinheiro ou bens materiais poderiam me ajudar?

Data: 23/10/2014

De: Hal

Assunto: Re:Re:Re:Me ajudem

E me é tão difícil fazer amigos. Sou visto como esquisito, estranho... assim como eu sou tímido, introvertido, fechado, triste...

Data: 23/10/2014

De: Desjardins

Assunto: Apenas mais um desabafo anônimo

Olha, isso pra mim não é novidade.
Sabe, eu tenho tudo pra ter uma vida feliz e plena, mas eu sinto que tem algo que me impede. Quero dizer, como se algo causasse todos os meus problemas. Que não são poucos. E o pior de tudo, esses problemas vão e vem tão de repente que eu me sinto com medo de viver. Queria poder desabafar (pessoas não me faltam), mas simplesmente não consigo. Não sei muito bem o porque, mas não consigo me abrir com as pessoas. Sou uma pessoa solitária, que passa as folgas sonhando em se agrupar a uma tribo, sendo que não me encaixo em nenhum. E não consigo me encaixar. Fora meu comportamento fora do normal, o que leva as pessoas a tirar sarro de mim. A, e sem contar que tenho diversas dúvidas sobre minha sexualidade, como, porque eu não me excito com qualquer um dos sexos, ou porque eu me atraio mais por homens bonitos a mulheres peitudas? Olha, eu sei que esse depoimento é muito estranho, mas é apenas um grande (resumo) de um desabafo meu.

Data: 23/10/2014

De: Leandro

Assunto: Safirinha

Por favor, peço que continue sempre nesse site, a seu trabalho aqui é admirável. Admiro sua sinceridade e amor a verdade, o equilíbrio de suas idéias, sabe acolher com amor e corrigir com firmeza, é compreensiva com os que sofrem e sempre objetiva e prática. Como a verdade é dita com palavras e só a verdade liberta, usar palavras mansas e agradáveis muitas vezes prejudica a clareza do que precisa ser dito. Você me respondeu certa vez com palavras ásperas que num primeiro momento me deixaram com raiva, mas compreendi depois o quanto estava certa. Não sem antes sofrer muito por conta do orgulho em persistir no erro e não voltar atrás. Por isso volto para agradecer, reconhecer o valor de seu trabalho, que alguns não compreendem. Como eu um dia não compreendi. Mas agora sei o quanto estava certa minha amiga. Lembro sempre de você com carinho em minhas orações, mesmo sem a conhecer pessoalmente.

Data: 23/10/2014

De: safirinha

Assunto: Re:Safirinha

Amado, eu fico grata pelas suas palavras de elogio. Elas somente puderam vir de um bom coração, como o seu. Mas se pude ajudar um pouquinho, que bom, amiguinho, era esse o objetivo. Grata pelo seu carinho. Você me emocionou, mas quem fica grata sou eu, meu amado.
Boa sorte sempre! E por favor fique aqui conosco, inclusive para prestar ajuda!
:)

Data: 23/10/2014

De: Luana.

Assunto: Sobre o amor.

Eu já gostei de duas pessoas na minha vida, a primeira eu superei me afastando, a segunda foi uma paixão mais forte que eu ainda estou terminando de superar. Como nenhuma dessas pessoas deu certo, nem ao menos aconteceu. Só serviu pra trazer dor mesmo. Eu fiquei mal de virar noites e noites chorando, porque eu gostei de verdade, da forma mais pura que você pode imaginar. Eu mandei carta, eu ajudei nos momentos difíceis, eu me guardei pra esse suposto alguém que seria meu "amor" (tenho 20 anos e sou virgem e não beijei mais do que uma boca na minha vida), mas acabo sempre me desiludindo. Parece que esse alguém simplesmente não existe. Hoje em dia as pessoas são tão superficiais, é aquele ciclo: balada > pedir pra ficar > ficar > talvez ligue no outro dia e daí talvez se desenrole.
Acontece que se tem uma coisa que eu ODEIO é isso de combinar de ficar. Umas amigas já fizeram isso comigo, e não dá certo. Acho forçado. Pra mim tem o momento certo, sabe? Como se o romance fosse uma surpresa. Mas acho que to querendo viver em filme...
Sinceramente, acho que essas desilusões apagaram alguma coisa dentro de mim. Conheci uma pessoa legal, e que talvez pudesse compartilhar alguma coisa comigo, mas sei lá, eu não consigo colocar meus sentimentos pra fora, sabe? Minhas experiências me reprimiram. Ok que eu ainda gosto daquele 2º ser que citei no começo, e ainda to superando, mas até quando vejo ele com alguém (ainda somos um pouco amigos), não consigo demonstrar ciúmes, não consigo demonstrar que gosto. Qualquer ato de afeto em publico ou não me faz sentir muito pressionada. Por exemplo, essa pessoa que conheci e que é muito legal, me toca e eu me afasto, e eu até pensei em falar que ele não tem chance e é melhor desistir porque eu me sinto INCOMODADA quando as pessoas tem algum interesse em mim.
Às vezes paro e me pergunto: Pera aí, Luana, você só quer escolher de quem gosta?
E eu sinceramente não sei. Queria mesmo amar alguém de forma natural, que coisas ocorressem natural, que essa pessoa não precisasse ficar correndo atrás de mim e nem eu dela, porque nós estaríamos caminhando lado a lado, dá pra entender? Alguém com a mesma sintonia.
Acontece que isso é muito dificil de achar hoje em dia. As pessoas te conhecem e já querem te agarrar. Me sinto de outro planeta, todo mundo diz que sou uma velha antiga que ainda acredita em romance.
Fico com medo que tudo isso me faça ser incapaz de sentir algo no futuro (e em um futuro não tão longe assim).

Data: 23/10/2014

De: safirinha

Assunto: Re:Sobre o amor.

Você é uma excelente garota! Por favor, mantenha-se mesmo sem se envolver em pegações, conforme tem sido tão frequente entre as moças e rapazes. Guarde-se, sim. Aquele alguém especial já existe, está por aí e vai encontra-la. Um sortudo! Você está de parabéns. De verdade, pois é uma moça realmente rara nos dias de hoje.
Continue assim. Não mude apenas por ver tantas pessoas mudando (para o pior). Seja assim como é e verá os frutos da sua sensatez. Não tenha pressa, aliás. Tudo, tudo a seu tempo! Ou não terá o mesmo sabor: um fruto ainda verde não pode ser tão doce quanto aquele que a Natureza preparou no devido tempo.

Data: 22/10/2014

De: Um alguém

Assunto: Desgaste Psicológico

Boa tarde pessoas!

Então, poderia ter tido uma infancia muito feliz, normal, divertida, enfim tudo de bom, porém aos 10 anos de idade levei uma "facada" pelas costas, de pessoas que deveriam me proteger, me amar. Essas pessoas são meu "tios" se é que podem levar esse título. Eles tentaram tirar de mim uma das pessoas que mais amo na vida, meu pai! Tudo isso sem motivo, tentaram roubar o carro dele e assassiná-lo, não bastasse isso, "envenenaram" verbalmente todo o bairro contra meu pai, enfim mais ou menos 40 pessoas queriam matá-lo. Graças a Deus isso não aconteceu.
A partir desse acontecimento minha vida nunca mais foi a mesma, sempre me mudava de bairro, e consequentemente de escola, ou seja nunca tive amigos de infância e não me orgulho desse feito. Enfim me mudei para um lugar "estável", que é onde estou agora, passei em um vestibulinho para fazer um curso técnico e fiquei brevemente feliz. Porém alguns meses após entrar na colegio, novas intrigas ocorreram e desde então não tenho mais paz. Essas intrigas não ocorrem comigo mas sim com pessoas que amo, uma das poucas amigas que tive na vida, uma das poucos em que penso que posso confiar. Sou do tipo de pessoa que não consegue ver as pessoas que ama sofrendo, então consequentemente trago essas desavenças para mim! Tento não faze-lo mas não consigo,acontece automaticamente.
Vivo ajudando os meus amigos e não recebo a mesma ajuda o que me deixa super mal. Sei que não deveria me importar com pessoas assim, mas não consigo.
Não sei mais em quem confiar, se é que tenho em quem confiar.
Não penso em me automutilar ou coisas do tipo, mas não consigo aguentar tanta pressão. Pensei várias vezes em desistir desse curso e procurar outra coisa pra fazer. Mas repenso no assunto e resolvo ficar por que dei meu maximo pra conseguir entrar no mesmo e não vou desistir facil.

Não consigo desabafar com pessoas ao meu redor, não me faz bem, tenho medo de elas usarem minhas fraquezas contra mim. Pensei em visitar o psicologo da minha escola mas acho que não vai resolver. Sou uma pessoa super pessimista e sei que mesmo tentando mudar minha personalidade não vou conseguir!
Sou uma garota de apenas 15 anos e já tenho tantos problemas ou penso que tenho, não me imagino mais velha, como devo ficar!!
Me dizem que tenho olhar psicotico e têm medo de mim.. COMO MUDAR? Essa é a grande questão. Como esquecer meu passado, e deixar de ter medo de tudo? Como?

1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>

Novo comentário

Aqui você pode descrever seu problema!

Desabafe, e seja aconselhado(a).
Nós cuidamos do seu problema!

Descreva, deixe um Nick (Apelido), e volte ao site para ver sua resposta!